quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Cosméticos em bebês: modo de usar


Não tem coisa melhor que cheirinho de bebê, não é mesmo? Mas é preciso cuidado na hora de usar cosméticos nos pequeninos, já que eles têm a pele bastante sensível. Usar produtos de adultos, então, nem pensar. Para não errar na hora de deixar o bebê cheirosinho, o dermatologista Fernando Passos de Freitas dá as dicas!
Sabonete: escolha um neutro, de pH 5,5 e sem cheiro forte, pois o bebê tem o sistema de defesa imaturo, o que aumenta o risco de irritações e alergias. O ideal é dar banho uma vez por dia. “Se estiver muito calor, podem ser dois, sendo que o segundo dispensa sabonete”, ensina Fernando.
Xampu: também deve ser neutro e com o mínimo de perfume e corante. O cabelo do bebê não precisa de produtos para finalidades específicas, como para fios lisos ou cacheados.
Hidratante: o uso não é indicado antes dos seis meses. Só deve ser utilizado para peles ressecadas, devido a problemas como a dermatite atópica (e sempre com a orientação médica) ou por condições ambientais como inverno e baixa umidade do ar.
Talco: polvilhar a criança após as trocas de fralda é hábito comum, mas o produto não é recomendado, pois o pó pode ser aspirado pelo bebê e causar problemas respiratórios e alérgicos.
Óleo: assim como o hidratante, só deve ser usado caso o bebê tenha pele ressecada e deve-se optar por apenas um dos produtos. O óleo pode ajudar na limpeza do umbigo e deve ser passado alguns minutos antes do banho.
Perfume: é contraindicado, pois pode causar irritação e alergia.
Protetor solar: recomendado somente após os seis meses de idade e específicos para bebês, com fator de proteção solar (FPS) igual ou maior que 30. Ainda assim, o produto também pode causar irritação na pele, por isso, o ideal é consultar o médico.

Um comentário:

  1. Parabéns pela estrutura e conteúdo de seu blog,
    Forte abraço
    Renato Artesanato em MDF

    ResponderExcluir